5 dicas para fazer a flat lay perfeita

A técnica fotográfica -- que é tendência nas redes sociais -- se resume em organizar os objetos em uma superfície plana e fotografá-los de cima. Algumas montagens são tão cheias de inspiração que enchem os olhos, e todas elas têm algo em comum: a atenção aos mínimos detalhes.

O estilo flat lay foi popularizado pelas blogueiras de moda por volta de 2015, mas ele é bem mais antigo e menos glamouroso que isso. Um faxineiro de uma loja de móveis, em 1987, pegou tudo o que estava jogado pela loja e resolveu organizar as coisas em uma superfície plana. Pronto, nasceu ali uma técnica!

Reprodução

As lojas virtuais, a gastronomia e o cinema se apropriaram desse estilo, que agora faz parte do nosso cotidiano. Afinal, quem não fica babando no feed do Instagram toda vez que vê uma imagem assim? E existe até uma explicação psicológica pra que a gente goste delas: nosso cérebro recebe tanta informação o tempo inteiro que, quando percebe algo organizado, ele se apaixona! (Isso explica também nosso amor por bullet journal, listas e planners).  ♥

Vamos as dicas:

1. Paleta de cores harmônica
Para criar uma imagem agradável aos olhos você deve selecionar objetos que tenham cores análogas (não apresentam contraste entre si) ou complementares (contrastantes, sem pigmento em comum). As iniciantes podem começar com uma cor neutra (preto, branco ou cinza de qualquer tonalidade) e outras duas cores análogas. As avançadas podem ousar e escolher uma neutra e outras contrastantes. O site Adobe Kuler é fácil de usar e ajuda muito na hora de compor sua paleta. Lembre-se: a prática leva a perfeição e, acredite, você só precisa treinar o olhar.

Imagens: reprodução
2. Fundo básico
O objetivo do fundo é dar destaque aos objetos, sem distrair quem os vê. Tapetes felpudos, mármore, pisos de madeira, lençóis, tampos de mesa e até mesmo papelão podem funcionar. Procure em casa uma base para a imagem, dê preferência aos tons neutros citados anteriormente e invista nas texturas, que criam um aspecto mais interessante.

3. Composição
Escolha um tema e selecione os objetos, que precisam combinar entre si de acordo com a paleta de cores escolhida e com o contexto. Pense que você vai contar uma história, então tudo o que será inserido precisa ter um porquê. Teste vários layouts até encontrar um que você goste e deixe espaço entre os objetos. Para que não fiquem rolando, cole-os no fundo com fita adesiva. E olha que incrível: se for colocar sapatos na sua composição, cole fita em toda a sola. Assim, eles não sujarão o seu fundo.

Imagens: reprodução










4. Iluminação
Qualquer imagem fica melhor com luz natural, e os horários mais indicados pra fotografar são: início da manhã, tarde até o pôr-do-sol (golden hour). A luz fica mais suave nesses períodos, com sombras naturais e temperatura quente. Se sua casa não for tão iluminada, experimente acender fontes indiretas e próximas, como abajures.

5. Ângulo
O propósito da técnica é justamente fotografar os objetos de cima, com um ângulo superior. Você pode fazer com tripé ou subir em um banquinho. Para facilitar, experimente preparar a sua composição no chão.

Se essas dicas te ajudarem, te convido a postar uma foto e usar a hashtag #dicatrintaria. Irei repostar todas no feed @trintaria (aproveite para seguir) e na página @trintariablog (curte lá também).

Daniela

@trintaria