Recupere sua integridade

Temos a tendência de disfarçar os verdadeiros sentimentos. Se perdemos o emprego, por exemplo, falamos pra todo mundo que estamos lidando “bem” com essa situação. Porém, provavelmente estamos sentindo outra coisa: revolta, tristeza, impotência...
Este post é sobre a quarta semana do programa “Manual da criatividade”, baseado no livro “O caminho do artista”. Para entender todo o funcionamento clique aqui.
Quando escrevemos nosso diário matinal, começamos a identificar e a separar nossos sentimentos reais dos oficiais. Usamos o oficial para conviver em sociedade, mas na jornada da reabilitação criativa é importante reconhecer nossos desejos mais profundos.


Reprodução

Ao identificarmos o que está errado em nossas vidas, fica mais fácil querer agir e, além disso, criar um plano de ação para modificar o que não nos deixa contentes. Tudo isso faz com que a nossa identidade criativa seja, aos poucos, recuperada.

Mas isso pode até ser traumático, afinal, ao mudarmos nossos defeitos ou o que está ruim na vida, podemos sentir que nos tornamos outra pessoa. Portanto, é comum passar por uma fase de não sabermos quem somos ou não nos reconhecermos mais. A sensação que existia antes, de falta de possibilidades, vai dando lugar à enorme quantidade de coisas que podemos fazer para mudar nossas vidas.

Vamos aos três exercícios da semana:

1. Desenterrando sonhos
É preciso resgatar nossos prazeres. Você terá que fazer as seis listas abaixo, sem pensar muito em cada item. É preciso ser espontânea:

1.1 Liste 5 hobbies que parecem ser divertidos
1.2 Liste 5 cursos que você gostaria de fazer
1.3 Liste 5 coisas que você não faria, mas que parecem divertidas
1.4 Liste 5 habilidades que seriam legais de ter
1.5 Liste 5 atividades que seriam divertidas de serem feitas
1.6 Liste cinco coisas banais que você gostaria de provar.


Que tal adequar seus dias pra realizar algumas das atividades?

Reprodução

2. Abra seu armário

Essa é mais fácil e muito interessante, dá pra levar para vida: livre-se de todas as roupas que indiquem a sua baixa autoestima. Libere espaço para o novo. Confesso que fiz isso recentemente e me senti muito melhor depois. Hoje olho para o meu guarda-roupas e vejo mais a minha “cara” por lá, só de ter tirado as roupas que não tinham mais nada a ver comigo.

3. Escreva a sua própria oração
Isso é independente da sua religião, o importante é você ter palavras de força pra você mesma e rezar todos os dias.

Vale lembrar que esses exercícios não só vão te ajudar a eliminar o bloqueio criativo, mas também a ser mais feliz e assumir o controle da sua vida. Espero que vocês pratiquem e me contem o que estão achando da série “Manual da criatividade”.

Não se esqueçam de acompanhar a coluna! E se você colocar em prática essas dicas e quiser me mostrar, use a hashtag #dicatrintaria. E sigam o blog no Instagram, se inscrevam no Youtube e curtam no Facebook, pois além de vocês ficarem por dentro das novidades, ainda ajudam o blog a crescer, fazendo com que eu possa postar mais coisas legais!

Daniela

@trintaria