Aventuras em Foz do Iguaçu

Conheça 5 esportes radicais para praticar na fronteira 



“Você só conhece verdadeiramente uma cidade se passar um domingo nela”, disse a escritora e jornalista Eliane Brum em uma palestra que assisti há anos. Confesso que depois disso, em todas as viagens que fiz, faço questão de ter a calmaria de um domingo no meu roteiro. Também gosto de incluir algo que não é tão divulgado, então faço uma pesquisa extensa sobre o local.

Para Foz do Iguaçu, fui três vezes: em família, à trabalho e de passagem, voltando de outra viagem. Da primeira vez, na adolescência, fiz todo o circuito tradicional. Na segunda, conheci hotéis maravilhosos, cassinos e um restaurante que vende o melhor bife de chorizo que comi na vida, em Puerto Iguazú. Na terceira nem tive tempo de respirar, então fiquei com mais vontade de voltar. 

Ainda não sei quando será a próxima viagem e nem se terei um domingo tranquilo nela, mas já quero descobrir coisas novas por lá e incluir algum esporte de aventura. Vamos a eles:


Imagens: reprodução
1. Paraquedismo
Já imaginou sentir toda a adrenalina da queda livre e ver a Usina Hidrelétrica de Itaipu de cima? O salto duplo é de uma altura entre 10 e 16 mil pés. São aproximadamente 15 minutos de voo, 1 minuto de queda livre e 7 minutos com o paraquedas aberto. É preciso reservar 3 horas para o passeio, que inclui um curso preparatório. 
Preço: a partir de R$ 590.


2. Rafting
A aventura começa próximo às Cataratas, e são 4 km de corredeiras. Nos dois primeiros quilômetros a correnteza é forte, e a partir da metade do percurso as águas ficam mais tranquilas (é até possível mergulhar!). É preciso reservar 2 horas para o passeio (20 minutos de caminhada, 20 de instruções de segurança, 15 de preparação, 35 de descida e mais 30 para chegar à central).
Preço: R$ 320. 

3. Arvorismo
A atividade tem 11 elementos baixos (de até 50 centímetros), 12 elementos altos (de até 8 metros e uma tirolesa de 25 metros de extensão), além de um muro de escalada com 7 metros de altura e o “pulo do gato”, onde o turista sobe em um eucalipto de 10 metros e deve pular para alcançar um trapézio! PS: acho que esse não consigo! rs

4. Voo de helicóptero
O voo panorâmico dura 10 minutos e sobrevoa as Cataratas e o Parque Nacional do Iguaçu. Perfeito para quem quer sentir a imensidão e fazer vááááárias fotos aéreas. Há também a opção de um segundo roteiro, com 35 minutos de duração, que inclui a Usina de Itaipu e o Marco das Três Fronteiras. 

5. Passeio de barco
O Macuco Safari é a atração mais conhecida, mas nem por isso deixa de valer a pena experimentar! O barco passa bem pertinho das quedas, e se molhar (bastante. mesmo.) faz parte da diversão. 

Amo adrenalina e estou louca pra ir pra lá e fazer tudo isso! Ah, vale lembrar que é fun-da-men-tal levar toalha, muda de roupa para trocar, repelente e protetor solar. De resto, é curtir o passeio e riscar da lista de “coisas para fazer antes dos 70”.

Daniela

siga @trintaria